Material usado nas lentes de contato dental: conheça a diferença de cada um deles

Quem não quer harmonizar os dentes e ter o sorriso dos famosos? A busca por resultados estéticos e funcionais na dentição é um dos principais motivos pelos quais os pacientes trazem os pacientes ao consultório odontológico, mas você sabe quais tipos de lentes de contato dental e para quais situações este revolucionário tratamento é indicado?

Você também descobrirá como a técnica é realizada nos dentes para tratar distúrbios de tamanho, distância e cor dos dentes estruturas finas permanecem na boca.

Leia agora e tire todas as suas dúvidas sobre eles!

 

Harmonização através de lente de contato dental: qual é a sua aplicação?

Antes de prosseguir com os detalhes do tratamento odontológico, você deve entender que as lentes de contato dental são finas camadas de cerâmica que cobrem apenas a parte externa do dente, proporcionando mais harmonização no sorriso. 

Estruturas que ajudam a endireitar os dentes em caso de problemas Dependendo do diagnóstico e da prescrição do dentista, as lentes de contato dentais só podem ser utilizadas em um ou mais dentes disfuncionais. O procedimento é particularmente indicado nestes casos: 

  • Pessoas com grande espaço entre os dentes (diastemas);
  • Dentes muito pequenos na idade adulta;
  • Ajuste do tamanho do dente;
  • Dente danificado por cárie ou trauma;
  •  Mudança na cor do sorriso devido a causas internas ou externas.

Por outro lado, a técnica não é recomendada para dentes fracos com alta probabilidade de falha, má oclusão (disfunção entre o arco superior e inferior da boca), mordedura sobreposta e desgaste do esmalte dentário por problemas de higiene oral.

 

Quais materiais são usados principalmente?

Recomendadas para fins estéticos e funcionais ao sorrir, as lentes de contato dental têm um tamanho de 0,2 a 0,4 mm, dependendo do tratamento, e são feitas dessas cinco substâncias resistentes e maleáveis ​​com diferentes indicações e limitações terapêuticas: 

  • Cerâmica feldspática convencional – porcelana comum, cujo tempo de utilização é menor e tem maior chance de quebra e infiltração por cárie;
  • cerâmica feldspática reforçada com leucita, cerâmica reforçada com material vítreo com melhor resultado estético e durabilidade na boca;
  • por silicato de lítio reforçado com zircônia, uma técnica de dissilicato que é resistente às influências externas e oferece um excelente aspecto estético;
  • zircônia translúcida – utilizado em próteses fixas e lentes de contato, o material é bastante próximo ao aspecto natural da dentição devido às transparências criadas pela d A introdução de óxidos de zircônio na estrutura laminada;
  • silicato de dislítio – é o material mais utilizado nos atuais tratamentos estéticos e funcionais com laminados, pois confere resistência a camadas superfinas e aparência natural.

O material que é utilizado para a produção das lentes de contato dental é muito importante para o resultado do tratamento. 

Portanto, fale com seu dentista e peça-lhe uma indicação do componente mais adequado para tratar seus problemas bucais, mantendo o custo-benefício e a segurança.

A fabricação de lentes de contato dental pode ser inteiramente manual, informatizada (com fresagem tecnológica e programas de computador) ou mista (fresagem e aplicação manual de camadas). No entanto, você sabe quais materiais são usados ​​principalmente para fazer peças ultrafinas?

Por que as lentes de contato dentais diferem das facetas?

Muitos pacientes chegam ao consultório com a seguinte pergunta: Qual é a diferença entre lentes de contato dentais e facetas feita de resina sintética ou porcelana? 

Para responder ao questionamento, deve-se destacar que as lentes são mais finas em relação às partes facetadas, que possuem densidade de 0,7mm e são indicadas para correções complexas no sorriso.

Grosso devido à maior espessura, as facetas também desgastam mais os dentes da pessoa, pois têm maior impacto nos dentes originais que intervêm antes da fixação das peças. 

Material de contato ou faceta, peça recomendação de especialista em odontologia (área da odontologia que cuida de cosméticos e restauração dentária) e realize o procedimento em clínica devidamente equipada.

 

Como é feito o procedimento?

Por enquanto fica a dúvida: como funciona a aplicação do produto cerâmico nos dentes? Após a consulta inicial e a indicação profissional das lentes de contato dental, o dentista faz uma impressão da boca do paciente com um scanner oral ou outro método, a partir do qual é criado um modelo da dentição a ser reparada. 

Após a fase de planejamento, o próximo passo é a colocação da peça que será colada no dente original, após um pouco de desgaste na região. O preparo para a colocação do material superfino é feito com um produto ácido que ajudará na adesão da massa cerâmica ao dente.Via de regra, o especialista não utiliza anestesia durante o processo, somente se o paciente necessitar de um procedimento mais complexo. Da mesma forma, o dentista pode anestesiar a pessoa durante todo o procedimento para que ela não sinta nenhum desconforto nos dentes, que são mais sensíveis aos materiais utilizado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.